Notícias

noticias.tvm.co.mz

Notícias

noticias.tvm.co.mz

thumbs.web.sapo.jpg

O Reino da Suazilândia passa a denominar-se ESwatini ou seja a terra dos suázis.
O anúncio da mudança do nome do país, foi feito esta quinta-feira em Manzini pelo Rei Mswati terceiro durante as celebrações do quinquagésimo aniversário da independência nacional.
A cidade económica, Manzini, foi esta quinta-feira palco da celebração dos cinquenta anos da independência do Reino de ESwatini, nova denominação de Suazilândia.
Foi na mesma cerimónia que o Rei Mswati terceiro o ultimo monarca absoluto de África, que governo o país desde 1986, anunciou para o seu reinado e ao mundo, a mudança do nome do país, que passara a se chamar ESwatini.
ESwatini, que significa a terra dos suazis, já vinha sendo referido pelo rei Mswati nos últimos anos em diversos eventos da Comunidade Internacional com destaque para a recente Assembleia Geral da ONU em 2017.
O rei afirma ter concretizado um sonho, que desejava que seu país possuísse um nome com o qual se identificasse, uma vez que o antigo nome causava com frequência confusões, os suazis eram confundidos com suíços, sobretudo quando o rei se deslocava para o exterior.
Segundo as agências noticiosas internacionais, a alteração do nome foi surpreendente e como seria de esperar, o novo nome já esta a gerar alguma indignação perante os populares, alguns dos quais tencionam organizar protestos para estabelecer uma democracia no país.

presidentecommw2018.jpg

O Presidente Filipe Nyusi está em Londres, capital britânica, para participar na cimeira dos Chefes de Estado e de governo da Commonwealth.

Nyusi vai falar esta terça-feira, num encontro paralelo sobre Moçambique e manter encontros com diversas personalidades politicas e empresariais britânicas.

Winnie-Madikizela-Mandela-735x400.jpg

Vão hoje a enterra no cemitério de Fourways, arredores de Joanesburgo os restos mortais de Winnie Madikizela Mandela.
Milhares de sul-africanos, e diversas personalidades internacionais, prestaram esta manha no Orlando Stadium a última homenagem a Winnie , falecida a dois de Abril corrente no Milpark Hospital em Joanesburgo.

Lula da Silva recebe primeira visita de familiares na cadeia

O ex-Presidente brasileiro Lula da Silva recebeu hoje a primeira visita de familiares após ser preso sábado passado, para começar a cumprir em regime fechado a pena de 12 anos e um mês que lhe foi imposta pela Justiça.
Alguns filhos e netos do antigo chefe de Estado brasileiro chegaram hoje de manhã de carro a uma das entradas da Polícia Federal em Curitiba para o visitar, informaram agentes da Polícia Federal.

A visita foi alterada pelas autoridades policiais, que decidiram mudar o dia de visita semanal a que todos os presos têm direito para quinta-feira, alegando "questões de segurança".

Segundo as regras da Polícia Federal, os familiares podem levar roupa aos detidos e "algo para comer" uma vez por semana.

Além da família, Lula da Silva também recebeu a visita do advogado Cristiano Zanin Martins, que integra a sua equipa de defesa.

O ex-Presidente brasileiro começou a cumprir pena em Curitiba em conformidade com uma ordem judicial emitida na quinta-feira passada pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável por julgar os casos de corrupção relacionados a Operação Lava Jato.

Desde então, a Polícia Militar montou um perímetro de segurança de cerca de 100 metros à volta da sede da Polícia Federal, e só permite o acesso de moradores da área, pessoal autorizado, jornalistas e pessoas que agendaram algum procedimento burocrático no edifício, onde se emitem passaportes e certidões fiscais.

Perto da sede da Polícia Federal, mais de 500 apoiantes de Lula da Silva montaram um acampamento, que batizaram com o nome de "Lula Livre", e garantem que permanecerão no local até que o ex-Presidente seja solto.

Em junho do ano passado o juiz Sérgio Moro condenou Lula da Silva a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e branqueamento de capitais, num processo em que foi considerado culpado de receber como suborno um apartamento de luxo da Construtora OAS.

Essa sentença foi ratificada e a pena ampliada para 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4), um tribunal de segunda instância, em janeiro, que também determinou a prisão imediata do antigo chefe de Estado depois que se esgotassem todos os recursos naquele tribunal.

Lula da Silva, que lidera todas as sondagens de intenção de voto sobre as eleições presidenciais marcadas para outubro no Brasil, é arguido noutros seis outros processos penais.

Após a sua prisão, a sua candidatura foi confirmada pelo Partido dos Trabalhadores, formação política que fundou e liderou.

O partido, porém, pode ter o pedido de registo da candidatura negado antes do escrutínio, porque as normas legais brasileiras proíbem que condenados em segunda instância se candidatem a cargos públicos eletivos.

Sindicato pede transferência de Lula para unidade das Forças Armadas

O Sindicato dos delegados da Polícia Federal do Paraná pediu hoje a transferência do ex-Presidente do Brasil Lula da Silva da sede da Polícia Federal para um prédio das Forças Armadas.
Em comunicado de imprensa, os delegados paranaenses alegam que o antigo chefe de Estado brasileiro deve ser transferido para uma unidade das Forças Armadas, que ofereça condições de segurança e não traga "transtornos e riscos à população e aos funcionários da Polícia Federal que trabalham no local".

"A medida mais acertada seria a transferência imediata do ex-Presidente para uma unidade das Forças Armadas, que possua efetivo e estrutura à altura dos riscos envolvidos", lê-se no comunicado.

Lula da Silva começou a cumprir uma pena de doze anos e um mês de prisão no passado sábado, na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ser condenado em duas instâncias por ter supostamente recebido um apartamento de luxo como suborno da construtora OAS.

A associação sindical de delegados argumentou que o local em que se encontra Lula da Silva é inadequado porque lá acontecem atendimentos ao público, designadamente a emissão de passaportes e certidões de antecedentes criminais, e que as pessoas que frequentam estas instalações precisam de segurança.

"Há comprovados riscos à população que reside no entorno do prédio da Polícia Federal, aos polícias e demais integrantes do sistema de segurança pública que moram nas imediações da Sede da Polícia Federal, ao passo que os alguns invasores [apoiantes de Lula da Silva], que já se instalaram com barracas e determinada estrutura, estão promovendo ações no sentido de intimidar estas pessoas", alegou o sindicato.

Por questões de segurança a polícia brasileira determinou o bloqueio do local, facto que, segundo o sindicato, causou "graves inconvenientes e atrasos nos atendimentos e ações policiais".

O comunicado concluiu afirmando que a "superintendência Regional da Polícia Federal no Estado do Paraná não é, sob nenhum aspecto, local apropriado para o cumprimento de sentença penal condenatória, por questões alusivas à segurança da população e à ordem pública, devendo, na opinião do Sindicato dos Delegados da Polícia Federal, o Réu condenado Luiz Inácio Lula da Silva ser imediatamente transferido".

Na madrugada da última quinta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil negou um 'habeas corpus' apresentado pela defesa de Lula da Silva, que visava evitar a sua prisão antes de se esgotarem os recursos na Justiça.

Na sequência da decisão do STF, o juiz federal Sérgio Moro decretou a prisão e deu como prazo a tarde de sexta-feira para o ex-Presidente brasileiro se apresentar voluntariamente na Polícia Federal em Curitiba.

No sábado, quase 26 horas depois do prazo dado pelo magistrado, Lula da Silva saiu a pé, rodeado de seguranças, do Sindicato dos Metalúrgicos onde se encontrava desde quinta-feira, em São Bernardo do Campo, no Estado de São Paulo, para se entregar à Polícia Federal (PF).

Luiz Inácio Lula da Silva, 72 anos, foi o 35.º Presidente do Brasil (2003-2011) e é o primeiro ex-chefe de Estado condenado por um crime comum.

Pág. 1 de 39

Programas

  • IBom Dia Moçambique

    Bom Dia Moçambique

      Acompanhe a actualidade nacional e internacional nesse programa matinal de informação que entra em sua casa nas primeiras horas do dia. Notícias sobre política, economia, cultura, desporto...

    Readmore

  • ITelejornal

    Telejornal

      Principal serviço noticioso da televisão moçambicana, leva até ao telespectador, notícia actualizada e em primeira mão sobre sociedade, política, economia, desporto e cultura. ...

    Readmore

  • ITVM 37 Anos
  • Bom Dia Moçambique

    Bom Dia Moçambique

  • Telejornal

    Telejornal

  • TVM 37 Anos

    TVM 37 Anos

PROGRAMAÇÃO DE TV

Câmbio do Dia

Moeda Compra Venda
EUR 73.80 75.28
USD 59.85 61.05
ZAR 4.97 5.07
Fonte: BCI, 13 de Abril de 2018

Telefones Úteis

Por provincia

Assista a emissão em directo:

tvm1 smalltvm2 small

Powered by jms multisite for joomla